Sobre o teatro



Inaugurado em março de 1954, o Teatro Atheneu é o mais antigo espaço cênico de Sergipe. Foi concebido como auditório para atividades complementares do Colégio Atheneu Sergipense, mas ganhou identidade própria com o passar do tempo, fruto do crescimento da cena cultural de Aracaju.

Durante décadas, o Atheneu foi o único teatro da capital. Por seu palco, pisaram grandes nomes da cultura brasileira e espetáculos internacionais de grande porte, como o ballet Imperial da Rússia. O espaço cultural também foi cenário de importantes manifestações políticas nas décadas de 70 e 80.

Revitalização

Ao longo das suas mais de cinco décadas de existência, o Teatro Atheneu passou por diversas intervenções estruturais, mas nenhuma delas foi tão intensa quanto a realizada entre 2009 e 2011. Essa reforma foi um grande projeto que passou por duas fases, sem apagar os traços que o consagraram ícone das artes cênicas de Sergipe. A parte estrutural passou por grandes melhorias como a substituição do sistema de ar-condicionado, reforma da bilheteria, administração e hall de entrada, assentamento de carpete na parte da plateia, pintura interna e externa, além de reforma da cobertura.

O assoalho do palco e o telhado, que estavam degradados pelo tempo também receberam reparos. Ajustes no projeto elétrico, que foi detalhadamente refeito; separação da parte hidráulica, sanitária e de esgotamento, que anteriormente era interligada ao Colégio Atheneu; e a troca do piso de mármore da escadaria de entrada, também foram outras melhorias aplicadas ao espaço cênico. O projeto se preocupou também em atender as pessoas com necessidades especiais, através de uma completa adequação de sanitários, construção de rampas e reserva de espaço para esses espectadores especiais.

Já na segunda fase, que diz respeito à instalação do equipamento cênico, foi adquirida uma nova vestimenta cênica (cortinas, carpetes e similares), nova maquinaria de palco e reforma das poltronas, que passarão de 900 para 800 devido aos assentos especiais para obesos e espaço para cadeirantes. Além disso, um novo e moderno sistema de iluminação e sonorização foi adquirido.

Homenagem

Na parte externa foram instalados painéis que homenageiam grandes artistas das artes cênicas em Sergipe, como Luiz Carlos Reis, Valdice Teles, Otto Cornélio, Mariano Antônio e César Macieira.

Estrutura

O Teatro Atheneu possui 800 poltronas, divididas entre platéia e mezanino, quatro camarins, sala de ballet e foyer que pode ser utilizado para exposições. O espaço cultural conta ainda com sala de exposição e painel pintado pintado pelas mãos do grande artista plástico sergipano Jenner Augusto.

Fotos: Fabiana Costa/Secult

Direção

A diretoria do Atheneu é responsável por planejar, desenvolver, acompanhar e avaliar todas as ações artísticas e culturais realizadas pelo Teatro, bem como zelar pelos fluxos administrativos. Também é ela que coordena a programação e uso dos espaços internos do teatro.

Diretora Geral

Salete Martins
Telefone: (79) 3179-1910

E-mail: pauta.atheneu@cultura.se.gov.br
E-mail: salete.martins@cultura.se.gov.br

ENVIAR
IMPRIMIR